A cura para o câncer é um dos temas mais discutidos entre os profissionais de saúde por causa da complexidade da doença. O câncer de mama, por sua vez, envolve milhares de pesquisas no Brasil e no mundo para a criação de medicamentos especiais para seu tratamento e o que nos resta é aguardar os avanços da medicina.

Mas será que os medicamentos especiais para o câncer de mama existem?

Medicamentos especiais: primeiramente, como acontece o câncer de mama?

O câncer de mama é uma doença que acontece quando as células crescem e se multiplicam de forma desordenada, formando um tumor, e que pode acontecer tanto em homens quanto em mulheres. Na mama, as células cancerígenas normalmente estão nos lóbulos das glândulas mamárias e, dessa forma, o câncer de mama acaba por invadir as células sadias que estão à sua volta, tornando-as cancerígenas também.

Os sintomas do câncer de mama são praticamente nulos na primeira fase, pois não causam nenhum tipo de dor. Porém, à medida que a doença se desenvolve, é possível notar o aparecimento de nódulos (caroços) na mama ou próximo a ela, a alteração no tamanho, na forma ou no aspecto da mama, a saída de secreção pelo mamilo, o endurecimento da mama, além de sintomas como calor, inchaço, escamação, entre outros.

Por isso, muito mais do que saber os medicamentos especiais do câncer de mama, é importante saber seus sintomas e como se prevenir adequadamente.

 

Medicamentos especiais - Câncer de Mama

 

Medicamentos especiais: como prevenir / tratar o câncer de mama?

O tratamento do câncer de mama vai além dos medicamentos especiais: é importante saber como se prevenir da doença. Por isso, regularmente, é essencial ficar de olho na alimentação saudável e principalmente nos alimentos que ajudam a prevenir o câncer (como o ovo, brócolis, chá verde, alho, cebola, tomate, cenoura, uva e frutas vermelhas), na prática de exercícios físicos e no bem-estar de uma maneira geral (sono regular, consumo de água, cuidados com a pele, entre outras coisas). Além dessas precauções, faça o autoexame das mamas através do toque, a mamografia e visite o médico regularmente.

Consulta com o médico: a consulta com o médico é algo rotineiro e, nesse momento, o doutor realizará o exame físico e analisará a sua saúde para averiguar as chances de haver um nódulo.

Autoexame das mamas: você mesma(o) pode fazer a palpação das mamas para analisar se há um nódulo ou qual o seu tamanho (isso é essencial para saber qual é o estágio do câncer).

Mamografia: parte mais importante de todas as precauções ligadas à prevenção ou diagnóstico do câncer. Ela é realizada através de um aparelho de raios-X formado por duas placas de acrílico, entre as quais a mulher coloca seus seios para serem achatados e para que, assim, seja analisada a possível presença de nódulos. Indica-se fazer o exame fora do período de menstruação.

Ultrassonografia: este exame analisa, através de ondas de alta frequência, se o nódulo presente é sólido ou se está preenchido com líquido, além de mostrar qual é o tipo de câncer de mama ao qual o caso se refere.

Neste caso, não existem medicamentos especiais adequados para a prevenção do câncer de mama, mas é importante sempre estar de olho e cuidar do próprio corpo através de uma boa alimentação, da prática de exercícios físicos e dos procedimentos médicos adequados para averiguação.

Medicamentos especiais para a cura do câncer de mama existem?

Constantemente, a medicina evolui em busca dos medicamentos para a cura do câncer de mama. Isso é visível em muitos casos nas notícias de todos os dias como, por exemplo, os cientistas de Taiwan que descobriram uma substância que inibe células do câncer de mama ou as drogas que reduzem as ações da doença em 11 dias, mas tudo, por enquanto, está em fase de testes. O câncer é uma doença muito complexa e, por isso, a fabricação de medicamentos especiais para ele demanda muito esforço.

Porém, existem sim medicamentos e procedimentos voltados ao tratamento do câncer de mama. São eles:

Cirurgia: a cirurgia para a remoção da mama é muito recorrente e o tipo adequado a cada caso varia de acordo com o tipo de câncer de o estágio da doença.

Hormonioterapia: a hormonioterapia é utilizada em casos de tumores que surgem por causa de hormônios femininos, impedindo ou inibindo o crescimento das células afetadas.

Quimioterapia: a quimioterapia pode ser feita por via oral, intravenosa, intra-arterial, entre outras formas, e utiliza medicamentos potentes para destruir as células cancerígenas. Provoca alterações no corpo, como fraqueza e queda de cabelo, já que é um remédio muito forte.

Radioterapia: a radioterapia é utilizada em casos de tumores localizados que retornam ao local após a cirurgia. Também possui efeitos colaterais.

Reconstrução mamária: acontece após a retirada do tumor, como uma forma de reconstruir o corpo feminino e de melhorar a autoestima da mulher.

Existem ainda alguns medicamentos especiais em fase de pesquisa ou que são limitados por seu alto custo, como a Capecitabina, a Vinorelbina, o Trastuzumabe e o Palbociclib (ainda em início de divulgação nos EUA), mas pode-se dizer que a área ainda está em constante pesquisa atrás do medicamento perfeito.

Caso queira saber mais sobre medicamentos de última geração para a área de oncologia, entre em nosso site e descubra! Trabalhamos com todo tipo de medicamento especial para áreas específicas da saúde.

Related Post

Existem medicamentos especiais para a cura do câncer de mama?