O mercado de medicamentos especiais está sempre em pesquisa e expansão, já que não só os remédios já existentes precisam de novas tecnologias, mas também as doenças que ainda não possuem tratamento precisam de um.

Dentro da área de farmácia, existem vários tipos de fármacos para várias situações e casos diferentes e, assim, eles podem ser divididos não só pela sua finalidade ou suas substâncias, mas também por serem medicamentos especiais ou medicamentos comuns.

Nesse artigo, vamos discutir o que são os medicamentos especiais, quais suas diferenças em relação aos remédios comuns, quais são suas aplicabilidades e como fazer para adquiri-los.

 

O que são medicamentos especiais?

Os medicamentos especiais são aqueles remédios produzidos com alta tecnologia que, normalmente, requerem cuidados especiais, como armazenagem e transporte diferenciados e que não são estão nos programas de saúde do Ministério da Saúde brasileiro – a aquisição desse tipo de medicamento é de responsabilidade da Secretaria Estadual de Saúde.

Normalmente, este tipo de remédio não é encontrado facilmente em drogarias comuns por serem de alta complexidade e por requererem cuidados diferenciados, e é por isso que eles se diferem dos remédios convencionais encontrados facilmente nas farmácias.

Eles possuem um custo muito elevado, tanto para os próprios pacientes quanto para hospitais, clínicas e outras instituições da área da saúde. Podem custar de R$80,00 a R$10 mil e são utilizados em tratamentos complexos, como na cura de algum tipo de tumor ou nódulo, na área de reprodução humana, entre outras.

Em países mais desenvolvidos, como os Estados Unidos, os medicamentos especiais correspondem a um terço de toda a venda de remédios. Já aqui no Brasil, a história é muito diferente – a venda é baixa e muito restrita por ter um custo alto e, dessa forma, não ser tão acessível assim a todas as classes sociais brasileiras.

Medicamentos Especiais o que são

Quais são as aplicabilidades dos medicamentos especiais?

São muitas as aplicabilidades dos fármacos voltados a casos especiais. Eles são utilizados tanto na área de saúde mental quanto em áreas específicas, como:

Cardiologia | Dermatologia | Endocrinologia | Gastrenterologia | Ginecologia | Hematologia | Infertilidade | Metabologia | Nefrologia | Neurologia | Oftalmologia | Oncologia | Pediatria | Pneumologia | Reprodução Humana | Reumatologia | Urologia

Todos esses medicamentos são voltados para casos específicos de cada doença e requerem muitos cuidados, tanto em relação a manutenção do remédio quanto à saúde do paciente.

 

Como adquirir um medicamento especial pelo SUS?

Os medicamentos especiais não são distribuídos da mesma forma que os convencionais. Para eles serem adquiridos pelo SUS, é necessário abrir um Processo Administrativo na Secretaria Municipal de Saúde com a seguinte documentação:

– Cópia dos documentos: carteira de identidade, CPF, cartão SUS e comprovante de residência do paciente;

– Cópia dos documentos: carteira de identidade, CPF, cartão SUS e comprovante de residência do responsável legal (para pacientes menores de 18 anos);

– Receita médica com assinatura e carimbo do médico com CRM legível e a descrição do remédio de acordo com a Denominação Comum Brasileira, dose por unidade posológica, formato do medicamento, posologia e duração do tratamento.

– Relatório do diagnóstico da doença e informações complementares que possam ajudar no processo de solicitação do medicamento.

– Cópia dos exames complementares;

– Informação do Cartão Nacional de Saúde do médico solicitante.

 

Utilização de medicamentos especiais

Os medicamentos especiais não são guardados e transportados como os fármacos comuns – eles requerem armazenagem e transporte diferenciados e, por esse motivo, não são facilmente encontrados em qualquer lugar. As empresas que comercializam este tipo de medicamento devem ter uma estrutura que favoreça a manutenção do produto, além de um serviço de transporte equipado para que ele possa ser levado para outros lugares sem problema algum.

No caso do uso dos medicamentos, é importante que eles sejam utilizados dentro do horário estabelecido pelo médico, já que muitos desses remédios possuem um prazo de validade curto – fora do prazo, ele pode perder a eficácia e você pode perder seu dinheiro.

Além disso, na hora da compra, pesquise todos os cuidados que se deve ter com o medicamento, como a sua temperatura de armazenamento – é importante colocá-lo na geladeira e transportá-lo na temperatura adequada.

Percebe-se que, muito mais do que a compra ou a solicitação do medicamento pelo SUS, é essencial que o paciente ou o responsável por ele saiba mantê-lo em condição favorável com muita cautela.

Por fim, é importante salientar que não se deve usar medicamentos sem nenhuma prescrição médica! Sempre que precisar, vá ao médico e deixe-o dizer qual a receita específica para o seu caso – somente ele pode dizer o que você tem e o que você deve usar como cura.

 

Caso você esteja precisando de algum medicamento especial, entre no nosso e-commerce e procure pelo produto na barra de buscas. Se estiver em dúvida, entre em contato conosco que estamos à disposição para te atender da melhor forma possível.

Related Post

O que são medicamentos especiais?